Jorge Fanck: de São Leopoldo para o mundo!



Em 1998 o pequeno Jorge Fanck, de 12 anos, começava a frequentar os treinamentos de tênis de mesa, na Sociedade Ginástica de São Leopoldo. Alvano e Albair de Camargo eram os responsáveis pelo departamento da modalidade e foram os primeiros professores do garoto. Os irmãos contam que o menino sempre teve talento para o esporte, era esforçado e não faltava aos treinos. Outro ponto característico era o seu lado competitivo, era um guri que não aceitava perder, devido a isso, os dois técnicos trabalharam com muita paciência para que o atleta se tornasse uma referência no esporte.

Fora do horário da escolinha, alguns atletas se encontravam para bater uma bolinha e complementar a sua carga horária de treinamento e em todos esses encontros lá estava o Jorge. Os anos foram passando, seu amor pelo esporte foi crescendo cada vez mais, os títulos e resultados foram surgindo de forma natural, devido a dedicação do jovem atleta. Aos 15 anos ele começou a dar aulas no clube leopoldense, passava sua experiência aos atletas de diferentes idades que frequentavam a sociedade. Com 17 anos, em 2004, ao ingressar no curso de Educação Física da Unisinos, apresentou um projeto e virou instrutor oficial da equipe de tênis de mesa da Sociedade Ginástica.


Além da extrema facilidade em aprender os fundamentos e técnicas, outra característica visível de Jorge sempre foi a entrega e a dedicação nos treinamentos, fosse para aprender como para ensinar. Por diversas vezes viajou para centros de treinamento de alto rendimento para fazer clínicas. Nesses locais, como o FranTT (Piracicaba) e Itaim Keiko (São Paulo), chegava antes dos demais mesa-tenistas para treinar e saía mais tarde para aproveitar ao máximo os treinos. Quando não estava treinando, conversava com os técnicos e principais atletas para aprender mais e levar a informação para o RS, para desenvolver a modalidade em solo gaúcho.


No ano de 2005, o atleta e técnico virou dirigente: assumiu o cargo de Diretor de Eventos da federação, era responsável pela organização de competições estaduais. Em 2007, ao lado de André Irigoyen, foi campeão brasileiro de clubes na categoria juventude e os dois ainda sagraram-se vice-campeões na mesma categoria, só que defendendo a seleção gaúcha. Ambos representavam a equipe do GuSch, de São Leopoldo.

Dois anos depois assumia a responsabilidade de ser o vice-presidente da federação, ao lado do ícone João Irigoyen, que sempre viu em Jorge a característica forte de liderança e orientava o jovem na sua caminhada como dirigente esportivo. Juntos, os dois conseguiram reerguer a modalidade a nível estadual, através de diversas iniciativas que alavancaram o tênis de mesa no Estado. No mesmo ano, Fanck virou o técnico da equipe da Sogipa, a principal força do RS.


Após alguns anos como vice, chegava a derradeira hora de comandar o tênis de mesa gaúcho: em 2012 Jorge Fanck assumia como presidente da Federação de Tênis de Mesa do RS. Em 2013, foi campeão invicto da categoria Absoluto B do campeonato brasileiro realizado em Bento Gonçalves. Após fazer vários cursos da CBTM e também da ITTF, Fanck ia somando experiências e chamando a atenção no cenário nacional devido ao seu talento e vocação como técnico.

No ano 2014 foi selecionado para um programa de revelação de técnicos de alto rendimento, o Fast Track, foi quando a sua carreira deu um grande salto: fez três estágios na China (principal país na modalidade) e um na Suécia. Conviveu com atletas de alto nível, técnicos excelentes (inclusive Peter Karlsson, sueco que jogou ao lado de Waldner e fez frente a poderosa seleção chinesa nos anos 90 e 2000) e agarrou a oportunidade com unhas e dentes. Foi utilizando todo o conhecimento adquirido, de auxiliar técnico do programa Diamantes do Futuro (detecção de talentos nacional), virou técnico e hoje é o coordenador do projeto. Desde então, trabalhou com seleções brasileiras de base, das categorias pré-mirim e mirim, depois foi convocado como técnico para os Jogos da Juventude (atletas de até 17 anos participando), além de liderar as seleções brasileiras infantil e juvenil no Sul-americano e a infantil no Latino-americano, colecionando diversos títulos.


Nos anos de 2015 e 2016, participou como observador do treino preparatório das seleções masculina e feminina para o Pan-Americano e Olimpíadas do Rio de Janeiro, para continuar seu processo de aprendizado..Depois de tantas conquistas e tanto suor em prol do esporte, veio a tão sonhada convocação para a seleção principal: de 19 a 21 de outubro, o técnico leopoldense de 31 anos estará atuando ao lado de Jean René Mounie no auxílio dos atletas Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi, que disputam a Copa do Mundo. Ele viaja no dia 11/10, para acompanhar o treinamento do atleta Gustavo Tsuboi, que fará um trabalho intensivo no Werder Bremen, clube em que atua na forte Liga Alemã.

Além de presidente da FTMRS, Fanck é técnico de tênis de mesa da Sogipa, Sociedade Ginástica de São Leopoldo, GuSch (São Leopoldo) e também na Colônia Japonesa de Ivoti, trabalhando exclusivamente com a modalidade. Em nome da diretoria da FTMRS, de todos os atletas, técnicos, dirigentes e pessoas envolvidas com o tênis de mesa gaúcho, desejamos parabéns para o nosso querido Jorge e muito sucesso na competição, temos a total certeza de que dará o teu melhor, como sempre.

#JorgeFanck #FTMRS #tênisdemesagaúcho #HugoCalderano #GustavoTsuboi #JeanRenéMounie #CBTM #ITTF #CopadoMundodetênisdemesa #SeleçãoBrasileira #tabletennis #worldcup

0 visualização

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS FEDERAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DE TÊNIS DE MESA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL