Personagens do Tênis de Mesa Gaúcho: André Irigoyen #1



Quando comecei a jogar tênis de mesa eu sempre prestava atenção nos jogos do meu técnico, Jorge Fanck. Ele sempre chegava nas finais de torneios estaduais e quase sempre jogava com um dos ícones da modalidade no RS: André Irigoyen. André era acima da média, tinha muita técnica, tanto para defender quanto para atacar, saques muito difíceis de recepcionar, além de ser canhoto, o que complicava a vida de muita gente. Gostava de assistir aos jogos dele, pois aprendia muito com todos os recursos que ele apresentava numa partida e ficava mais feliz ainda quando tinha a chance de jogar com essa lenda do tênis de mesa gaúcho. O talento era tão grande que o atleta teve a oportunidade de jogar a liga universitária americana.

Confira abaixo a entrevista realizada com André Irigoyen

1- Quando e por qual motivo começou a praticar tênis de mesa?

André Irigoyen: Comecei a praticar tênis de mesa com 10 anos. Era atleta de basquete da Sogipa e descobri o departamento de tênis de mesa do clube em 1998, que era gerido pelo falecido Erik Heyman. Foi paixão à primeira vista e comecei a jogar todos os dias com meu irmão Rafael.

2- Além da Sogipa, treinou ou representou alguma outra equipe aqui no RS e Brasil?

André Irigoyen: Joguei aqui no RS pelo GuSch. Fora joguei no ano de 2003 pela cidade de Marília. Já representei as cidades de Avaré e Araraquara nos jogos abertos do interior de São Paulo.

3- Como foi jogar a liga universitária nos EUA?

André Irigoyen: Foi uma experiência única. Apesar de o nível de treinamentos ser bastante inferior do que no Brasil, tive a oportunidade de ter uma educação diferenciada com um subsídio de mais de 90%. Além da valorização do atleta, que lá é muito maior que aqui no Brasil.

4- Quais foram os títulos mais importantes na tua trajetória esportiva?

André Irigoyen: Campeão brasileiro de equipes de clubes pelo GuSch. Vice campeão geral dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo (por muitos considerado o torneio mais forte da América Latina). Terceiro colocado na categoria Juventude no Campeonato Brasileiro em Vitória. Vice campeão brasileiro de clubes representando Marília e campeão brasileiro nos ratings J ao C.

5- Quais são os momentos e emoções mais marcantes para ti em relação ao tênis de mesa?

André Irigoyen: Acho que meu primeiro título de rating, em Alfenas Minas Gerais. Estava perdendo a final por 2x0 e 10x6, virei aquele set e fiz 1x2. No outro set estava perdendo por 10x7 virei e fiz 2x2. E no último set estava perdendo por 10x6 e novamente consegui a virada. Foi meu primeiro título de expressão com 16 anos e ali que apareci para o cenário nacional.

6- Tens mais algum sonho ou objetivo relacionado ao tênis de mesa? André Irigoyen: Me sinto 100 % realizado com o esporte. Acho que alcancei coisa que poucos ou quase nenhum atleta no Estado conseguiu.

#AndréIrigoyen #tênisdemesagaúcho #FTMRS

80 visualizações

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS FEDERAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DE TÊNIS DE MESA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL