Luciano Possamai representou o RS nos Jogos Paralímpicos RIO – 2016


São 15 anos dedicados ao tênis de mesa paralímpico, sendo 8 deles na Seleção Brasileira e os dois últimos anos na função técnica. Nos Jogos deste ano, Luciano Possamai, natural de Bento Gonçalves, exerceu a função de Coordenador Geral da modalidade. Confira abaixo a entrevista com o gaúcho que ajuda o esporte paralímpico crescer cada vez mais:

1 – Como é vivenciar um evento de tamanha grandeza?

Luciano Possamai: Assim como tudo na vida são experiências únicas, e na Paralimpíada vivenciei cada momento na sua intensidade máxima e fazer parte da família Paralímpica, e da forma como aconteceram as conquistas foi espetacular.

2 – Como foi a preparação da equipe brasileira para a competição?

LP: O trabalho voltado a Paralimpíada do Rio começou 4 anos atrás, e foi finalizado nos últimos 30 dias com a utilização do CT Paralímpico em SP, onde contamos com uma das melhores estruturas de trabalho do mundo.

3 – Havia alguma meta a ser alcançada em relação ao número de medalhas e desempenho?

LP: Sim havia, e conseguimos superar a meta traçada pela CBTM para resultados e objetivos da Delegação nos Jogos Paralímpicos.

4 – Teve algum jogo que foi mais marcante na tua opinião?

LP: Penso que todos os jogos, foram marcantes, foram intensos e ficarão na memória de todos os envolvidos, mas a disputa da equipe masculina na Classe 2, pela medalha de bronze, foi a mais marcante e emocionante.

5 – Quais os próximos passos a serem dados para que o tênis de mesa paraolímpico brasileiro continue nessa crescente evolução e se firme entre os melhores países do mundo na modalidade?

LP: Trabalhar mais ainda do que estamos trabalhando, tivemos um resultado expressivo e histórico, agora temos que qualificar mais o trabalho e dar uma atenção maior ao trabalho de base.



141 visualizações

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS FEDERAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DE TÊNIS DE MESA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL