Especial – Ano Olímpico!


Nome: Fábio Krüger Empunhadura: Caneta Equipe: Gusch

1- Quando começou a prática do tênis de mesa? Por qual motivo?

Comecei a praticar tênis de mesa em 2010, aos 40 anos. Na infância joguei muito Ping-Pong em Três de Maio. Disputei alguns campeonatos locais e torneios pela juventude evangélica luterana. Quando vim estudar em São Leopoldo comecei a jogar tênis, parando em 2010 para me dedicar somente ao tênis de mesa. Chequei a disputar e vencer um torneio de Ping-Pong na Unisinos, acho que em 1990.

Meu principal motivo de jogar tênis de mesa é a questão da saúde, é um ótimo esporte para queimar calorias, desenvolver a velocidade de raciocínio e fora a integração, fiz muitos amigos aqui no estado e em outros estados.

2- Qual o campeonato mais marcante na tua carreira?

O campeonato mais marcante foi o brasileiro de tênis de mesa em Bento Gonçalves 2013, onde consegui chegar nas oitavas de final no veterano 40.

3- Quem é o teu ídolo no mundo dos esportes?

- Tenho algumas referências em diversos esportes, como Ayrton Senna no automobilismo, Roger Federer e Gustavo Kuerten no Tênis, José Roberto Guimarães no vôlei, Michael Jordan no basquete e Hugo Hoyama tênis de mesa.

4- Comente sobre uma edição dos Jogos Olímpicos que foi inesquecível para ti.

- Os jogos olímpicos mais marcantes foram de 1992, quando a seleção de vôlei conquistou a medalha de ouro, vencendo a Holanda na final por 3 sets a 0.

5- Tens um sonho ou objetivo relacionado ao tênis de mesa?

- Meu objetivo no tênis de mesa é evoluir tecnicamente e taticamente e contribuir também para desenvolvimento no esporte no estado.



6 visualizações

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS FEDERAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DE TÊNIS DE MESA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL