TODOS OS DIREITOS RESERVADOS FEDERAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DE TÊNIS DE MESA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Especial Ano Olímpico – Alexon Piccolin


Geralmente em ano de Olímpiadas e de outros grandes eventos esportivos, os jornais, sites e programas de televisão fazem reportagens especiais sobre os atletas nacionais e os destaques internacionais que irão disputar aquele determinado torneio.

Em comemoração aos Jogos Olímpicos de 2016 faremos matérias semelhantes, porém os entrevistados serão nossos atletas locais, personagens do tênis de mesa gaúcho. A cada 15 dias um membro de uma equipe será entrevistado, com o objetivo de conhecermos melhor os praticantes do esporte em nosso Estado.

Nome: Alexon Chilis Piccolin Empunhadura: Classista Equipe: A/Rampa - Associação Regional de Deficientes Físicos de Caxias do Sul.

1 - Quando começou a prática do tênis de mesa? Por qual motivo? Alexon Piccolin: Conheci a modalidade Olímpica em 2008, e comecei a praticar em definitivo em 2010. Principalmente pela condição de igualdade entre os praticantes que o Tênis de Mesa proporciona durante os jogos.

2 - Qual o campeonato mais marcante na tua carreira? Alexon Piccolin: Campeonato Brasileiro de 2013 em Bento Gonçalves - RS.

3 - Quem é o teu ídolo no mundo dos esportes? Alexon Piccolin: Jorge Luiz Fanck Junior.

4 - Comente sobre uma edição dos Jogos Olímpicos que foi inesquecível para ti. Alexon Piccolin: Honestamente não me recordo os anos, mas as medalhas Olímpicas do Voleibol são marcantes e a edição em que o Brasil perdeu para a Nigéria, provando que favoritismo no esporte é subjetivo.

5 - Tens um sonho ou objetivo relacionado ao tênis de mesa? Alexon Piccolin: Hoje meu sonho é ser um grande técnico no sentido mais humano possível, e um Professor Fascinante, parafraseando Augusto Cury no livro " Pais Brilhantes, Professores Fascinantes "



7 visualizações